RESPEITO NÃO TEM IDADE | Setrabes promove evento em alusão à Campanha “Junho Violeta”

Publicado terça-feira, às 17h45

Junho é o mês de sensibilização sobre o combate à violência contra a pessoa idosa, uma ocasião importante para refletirmos sobre a proteção e o respeito aos direitos daqueles que dedicaram tanto de suas vidas para construir a sociedade que temos hoje.

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes) e do Centro Integrado de Atenção à Pessoa Idosa (Ciapi), realizou nesta terça-feira, 18, o lançamento da Campanha “Respeito Não Tem Idade”.

O evento tem como objetivo sensibilizar a sociedade sobre a importância de proteger e valorizar os direitos dos idosos, além de promover a reflexão e o engajamento em ações que visem coibir qualquer tipo de violência, para que os idosos possam desfrutar de um envelhecimento ativo e saudável.

Durante toda a manhã, foram realizadas várias atividades, como apresentações culturais, karatê, dança, uma apresentação diagnóstica da violência contra a pessoa idosa em Roraima, e uma palestra que abordou o tema “A Percepção Clínica da Violência à Pessoa Idosa”.

A Secretária da Setrabes, Tânia Soares, destacou que a Campanha tem o intuito de sensibilizar toda a sociedade, especialmente os familiares, por meio da divulgação de informações sobre os direitos dos idosos e do oferecimento de suporte para aqueles que enfrentam situações de violência.

Reforçamos nosso compromisso em promover a conscientização e ações efetivas para combater qualquer forma de violência contra os idosos. É fundamental unir esforços para garantir que cada pessoa idosa viva com dignidade, segurança e liberdade”, finalizou.

Segundo a Coordenadora do Ciapi, Milva Monego, a Campanha reforça o debate e a conscientização sobre os desafios enfrentados pela população idosa, bem como promove a disseminação de informações sobre os canais de denúncia e os direitos garantidos por lei.

A política da pessoa idosa em nosso Estado busca assegurar os direitos, serviços sociais, autonomia, dignidade, respeito e a participação nas atividades oferecidas pelo Governo. Acreditamos que todo idoso tem o direito de integrar as políticas públicas, o mercado de trabalho e a geração de renda, disse.


SECOM-RORAIMA 

JORNALISTA: Ágata Lima 

FOTOGRAFIA: Stephane Queiroz

Pular para o conteúdo